quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Rússia leva ao G-20 proposta de moeda internacional única

Moscou - A delegação russa que participa da cúpula do G-20 em Londres leva um extenso pacote de medidas para construir "uma nova arquitetura financeira mundial”, que inclui a proposta de criação de uma “moeda supranacional única”.

A “criação de uma moeda de reserva supranacional, cuja emissão será feita por institutos financeiros internacionais. Consideramos necessário analisar o papel do FMI (Fundo Monetário Internacional) nesse processo, bem como determinar a possibilidade e necessidade de tomada de medidas que permitam a essa moeda tornar-se uma moeda 'de super-reserva' por toda a comunidade mundial”, indica um comunicado oficial russo.

Segundo o Kremlin, a base da futura moeda poderá ser os Special Drawing Rights (SDR) do FMI, que se trata de versão rudimentar de uma reserva internacional criada pelo banco em 1969, que tem cotação em relação às diferentes moedas nacionais.

Como fase intermediária, a Rússia defende o aumento do número de divisas de reserva e a criação de vários centros financeiros.

A ideia de criação da moeda foi divulgada, entre outros, pelo presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbaev, em fevereiro do ano passado, proposta que foi imediatamente apoiada pela Rússia, que decidiu colocar essa questão no encontro de Londres.

Além disso, a proposta recebeu um novo impulso quando a China anunciou também o apoio à criação da moeda internacional.

“Uma das tarefas estratégicas é a criação de uma moeda de reserva que não esteja ligada à economia de um país definido. Essa moeda deve ser estável a longo prazo. O Fundo Monetário Mundial deve controlar o novo sistema financeiro”, de acordo com um relatório do Banco Central da China, citado pelas agências noticiosas russas.



FONTE: http://www.jornaldamidia.com.br/noticias/2009/03/27/Mundo/Russia_leva_ao_G-20_proposta_de_m.shtml

FUJAM PARA AS MONTANHAS!

Um comentário: